Tour pela Vinícola Concha Y Toro, no Chile.

Vinícola Concha Y Toro

Vinícola Conha y Toro é uma das 10 maiores vinícolas do mundo e a maior exportadora de vinhos da América Latina.  Está localizada na região metropolitana no Chile, mas possui vinhedos também na Argentina e nos Estados Unidos.

Como o vinho é uma especialidade do Chile sem dúvida por mais que eu não beba fiz questão de fazer um tour na vinícola.

Como chegar?

Para chegar lá eu fui de condução. Peguei a linha 1 (vermelha) até a estação Tobalaba, mudei para linha 4 (azul) e desci na estação Las mercedes. De lá peguei o ônibus 73, mas há opção do 71, ou 81. Pedi para descer na Vinícola.

Há opção de fazer passeios guiados, bem como ir de taxi ou carro. Endereço: Av. Virginia Subercaseaux 210, região metropolitana.

Tour

Peguei o ingresso no local na bilheteria, mas já tinha reservado com 24h de antecedência. Para reservar, clique aqui.

Logo que cheguei optei por comprar o tour completo (Marques da Casa Conha), que na época custou 20.000 pesos e dava direito a três degustações do roteiro tradicional e mais 4 vinhos acompanhados de 4 queijos. Meu grupo tinha 5 pessoas. O tour foi em espanhol.

O tour começou com uma volta na vinícola em um túnel  de plantas que leva ao Parque Casona.

Passa pela linda mansão da família (Casona Don Menchor).

Lá foi contada a história que se iniciou em 1883 com o sonho de seu fundador Melchor Concha y Toro para criar os melhores vinhos.

Visitamos o seu belo jardim que foi desenhado a pedido da esposa de Melchor. Ele inclui um parque com lindas árvores centenárias de diferentes partes do mundo, bem como, uma bela lagoa próxima a mansão.

Passamos pelas parreiras que infelizmente não estavam cheias de uvas por conta da época que eu fui (inverno), mas dizem que no verão tem até degustação da uva.

O grupo parte para a adega onde podemos ver os barris. Lá é explicado sobre a produção e sobre o armazenamento dele.

É lá que fizemos a primeira degustação com os 3 vinhos.

Na parte mais baixa da vinícola fica a “cereja do bolo” do passeio que é a Bodega Casillero del Diabo. As luzes se apagam e é projetado um vídeo na parede que conta a história do Casillero del Diablo e da lenda que deu o nome do vinho.

Segundo a lenda sempre desapareciam os melhores vinhos de Don Melchor, que eram guardados em um armário no interior da adega. Don Melchor, então, espalhou que o próprio diabo vigiava as adegas e desde então nunca mais nenhuma garrafa foi roubada. Podemos ver o famoso “Diablo” em um corredor que fica atrás de umas grades.

vinicola-concha-y-toro-passeio-casillero-el-diablo-min

E no final a uma degustação completa de vinhos com queijos, orientada por um sommelier local. O grupo tinha 2 casais e eu, nunca me senti totalmente ignorada em um passeio, mesmo tentando puxar conversa com eles. Enfim, mesmo assim curti a minha degustação.

Passei pela loja da vinícola que é bem completa, mas eu confesso que não comprei nada lá e aproveitei do restaurante local onde pude almoçar na vinícola.

Ainda pude assistir um show com dançarinos bailando a Cuenca, uma dança típica do Chile.

Minhas impressões

Valeu muito a pena ter conhecido a vinícola e se você é fã, não pode perder esse passeio. Ela é a vinícola mais visitada do Chile.

Mesmo em espanhol deu para acompanhar perfeitamente, pois o guia falava bem devagar e por várias vezes explicou novamente quando alguém perguntava.

No final ainda ganhei uma taça de vinho gravada com o nome da vinícola de presente.

Fonte:
https://en.wikipedia.org/wiki/Concha_y_Toro

Deixe uma resposta