Um passeio na Capela de Ossos – Ossuário de Sedlec, em Kutna Hora.

O Ossuário de Sedlec é uma pequena capela de ossos, localizada abaixo da igreja do Cemitério de Todos os Santos. Estima-se conter em torno de 40.000 esqueletos.

Kostinice está entre as atrações mais visitadas da República Tcheca, atraindo mais de 200.000 visitantes por ano.

Localização: Zamecká 279, 284 03 Kutna Hora.

Horário: A igreja está aberta 7 dias por semana durante o ano todo, exceto nos dias 24 e 25 de dezembro.

HISTÓRIA

Já no século XX, os arredores de Kutna hora já tinham sido povoados.  Em 1142, Miroslav de Cimburk, fundou em Sedlec, o Mosteiro Cisterciense mais velho na Boêmia e chamou os primeiros 12 monges para lá. Em 1276, Antônio, um dos monges do mosteiro de Sedlec descobriu os minerais de pratas, levando Kutna hora a riqueza.

Em 1278, Henrique, o abade do Mosteiro Cisterciense em Sedlec foi mandado para Jerusalém pelo rei Otakar II da Boêmia. Ele trouxe um punhado da terra do calvário e esparramou sobre o cemitério que ficou com a fama de Terra Santa. Nessa época o cemitério tornou-se desejável em toda a Europa Central.

Nos tempos de epidemia, milhares de pessoas foram sepultadas lá. Dizem a lenda que na época da grande peste, em 1318, foram sepultadas lá mais de 30.000 pessoas. O número aumentou para 40.000 após o tempo das guerras hussitas.

Por volta de 1400, uma igreja  foi construída no centro do cemitério. O interessante edifício gótico da Igreja de Todos os Santos consiste em duas capelas construídas uma acima da outra. Os ossos, então, foram exumados e sobrepostos ao redor da capela, mais tarde transportados para o inferior dela. Em 1511, um dos monges arrumou em 6 pirâmides pela primeira vez.

No final do século XIII a igreja passou para posse da família Schwarzenberg de Orlík e foi só em 1870 que o entalhador František Rint começou a organizar os esqueletos no que vemos hoje.

COMO CHEGAR

Para chegar a Kutna Hora eu peguei o trem de Praga, na Hlavní Nádraží até Kutna Hora Město. O trajeto demorou em torno de 1 hora e 15 min. Sedlec fica cerca de 1 Km da estação de Kutna Hora. Troquei de trem e me dirigi para Estação Kutná Hora Sedlec. O percurso demorou em mais 7 minutos.

O ossuário fica há 800 metros da estação de trem de Sedlec  que mais se parece com um ponto de ônibus. De lá, fiz uma curta caminhada de 10 minutos pela Rua U Zastávky, que continua com o nome de Zámecká.

A CAPELA DE OSSOS

Antes de entrar na capela, vale a pena olhar para cima e observar a riqueza de detalhes da Estátua da Virgem Maria Imaculada de 1709 que fica localizada entre as torres da igreja.

Logo que entrei na capela me deparei com uma mesinha onde o ingresso é vendido. Há opções de áudio-guia, mas em português era mesmo uma folha explicativa. O valor do ingresso é de 90 CZK. Há opção de comprar um souvenir por lá.

A porta da entrada são as inscrições no latim e no grego IHS (Jesus Homini Slavator).

Na escadaria vemos dois cálices (um de cada lado) e acima uma cruz.

A direita em baixo da escadaria a inscrição Frantisek Rint z Ceské Skalice  – 1870.

Nos ângulos da capela inferior são colocadas as pirâmides gigantes dos ossos que são arrumadas em ligação em construções de madeira.

Os ossos humanos simbolizam as multidões de todos os seres humanos que estão à frente do trono de deus. A morte não faz nenhuma diferença entre as pessoas.

No centro da capela há um enorme lustre que é constituído por todos os tipos de ossos do corpo humano.

Em baixo do lustre é a entrada ao sepulcro onde estão depositados os restos mortais dos 15 cidadãos ricos. Ao redor do sepulcro são os lampadários barrocos

Nos nichos do altar principal são colocados os ostensórios.

Na grade, na parte esquerda da capela é composto o brasão de Schwarzenberg. Na direita inferior do brasão vemos o corvo bicando ao olho turco que simboliza a vitória dos schwazebergs sobre os turcos em batalha de Ráb em 1591.

A litera R composta dos ossos na coluna ao pé da pirâmide direita traseira, é o símbolo dos nomes Reiman (o chefe do latifúndio dos schwazenrgergs do qual foi mantida a renovação da igreja de todos os santos), Rajksy ( o arquiteto que realizou a renovação) e Rint ( que arrumou os ossos pela última vez).

Nas vitrinas iluminadas são colocados os crânios dos guerreiros das guerras hussitas.

A parte de cima da capela é bem simples, com um pequeno altar e cadeiras para oração.

Na parte de fora do cemitério há uma escultura barroca do século XIII dominada pela Estátua de São Jan Nepomucký. Nos cantos da placa inferior encontram-se estátuas de santos, St. Wenceslas, St. Florian, St. Prokop e St. Adalbert.

Na saída, ao lado do cemitério, tem uma lojinha de souvenir. Lógico que comprei um para mim, né?

Achei super bonitinho um casal de caveirinhas ao lado de um grupo de rock de caveiras coloridas. Era outro souvenir que eu gostaria de ter comprado, mas iria encher minha casa de caveiras (rssss)

“Memento mori “ ou “lembre-se de morrer” está gravado em várias partes da igreja e também para vender na vitrine da lojinha de souvenires.

Muitos visitantes costumam descrever a visita como misteriosa, assustadora e por vezes, macabra, mas eu confesso que gostei bastante da experiência. Um passeio diferente, sem dúvida, mas com uma rica história. Se você não tem medo de ver tantas caveiras e ossos reunidos, vale a pena visitar. Recomendo!

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Sedlec_Ossuary

 

13 comentários sobre “Um passeio na Capela de Ossos – Ossuário de Sedlec, em Kutna Hora.

  1. MARCIA PASCOALETE ROSA 4 04-03:00 outubro 04-03:00 2020 / 09:29

    Muito legal ! Gosto de ver suas postagens as dicas e suas viagens.

    • Vanessa Orfao 4 04-03:00 outubro 04-03:00 2020 / 15:16

      Obrigada Márcia, espero que minhas dicas possam fazer você sonhar e viajar por esse mundão.

  2. Nuno França Blog 7 07-03:00 outubro 07-03:00 2020 / 06:05

    Fotografias incríveis! Que lugar incrível!
    Obrigado pela partilha!

    • Vanessa Orfao 9 09-03:00 outubro 09-03:00 2020 / 18:24

      Obrigada, você tem que tirar lindas fotos lá também.

  3. Luciana Rodrigues 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 07:22

    Ano retrasado fui à ESlováquia e esse ano, se n ão tivesse ocorrido a pandemia, iria à República Tcheca e o ossuário em Kutna Hora estava no meu roteiro, Espero que role ano que vem.

    • Vanessa Orfao 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 14:15

      Acredita que eu fiz o contrário. Fui para República Tcheca, mas acabei não estando na Eslováquia. Eu recomendo a sua visita lá sim, que 2021 chegue com mais segurança, para nós viajantes.

  4. Natalie Soares 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 10:07

    Oi, Vanessa.
    Não sabia que existia uma capela assim na República Tcheca.
    Só conhecia uma cripta assim em Lima.

    Aliás, a cidade parece muito bonita.

    • Vanessa Orfao 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 14:14

      Oi Natalie, pois é, fiquei sabendo dessa igreja e fiz questão de conhecer o local para conhecer melhor a história. É muito detalhe e rico na decoração. Bonita sim.

  5. Sil Mendes 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 10:08

    Bem diferente esse passeio pela capela de ossos em Kutna Hora. Fiquei impressionada com os detalhes que suas fotos conseguiram capturar. As fotos ficaram top

    • Vanessa Orfao 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 14:12

      Sil, sem dúvida, um passeio diferente e para quem gosta da história local. Obrigada, as fotos não são profissionais, mas eu sempre tento retratar um pouco do que vejo nos lugares.

  6. Fernanda Scafi 22 22-03:00 outubro 22-03:00 2020 / 18:15

    Ah, fui pra Praga ano passado, mas não tive tempo de conhecer a capela de ossos em Kutna Hora, mas já estou planejando voltar! Conheci outra do tipo em Portugal, anos atrás.

  7. Andressa Beija 23 23-03:00 outubro 23-03:00 2020 / 11:27

    Olá! Sem dúvida é um local muito interessante e tem sua beleza neh? Eu confesso que não me interesso muito por esse tipo de experiência, porque tenho a impressão de serem lugares com energias pesadas! Será que é viagem minha?

    • Vanessa Orfao 24 24-03:00 outubro 24-03:00 2020 / 15:15

      Ola Andressa, me perguntei isso, mas não senti energia pesada, já no museu do 11 de setembro e nos campos de concentração sim. Entendo perfeitamente isso.

Deixe uma resposta