O que fazer em Maceió

Maceió

Maceió é a capital do Estado de Alagoas que faz divisa com Pernambuco e Sergipe. Possui um grande potencial de atrair turistas devido às suas belezas naturais e grande diversidade cultural.

COMO CHEGAR:

Viajei de TAM e desembarquei no Aeroporto Internacional  Zumbi dos Palmares.

30-van-na-cabine

33-aeroporto-internacional-zumbi-dos-palmares

ONDE FICAR

Fiquei hospedada no Pajuçara Praia Hotel. O hotel é simples, mas bem confortável. Gostei muito da piscina que fica no último andar e que me permitiu uma vista linda da praia. Endereço: Av. Dr. Antônio Gouveia, 197 – Pajuçara, Maceió, Alagoas.

ALUGUEL DE CARRO

Fiquei uma semana na região de Maceió e optei por alugar um carro na Atlântica Rent Car para conhecer toda região.

63-1o-dia-atlantica-rent-a-car

PRIMEIRO DIA

Optei por iniciar o meu passeio pelo litoral norte.

Primeira parte foi Maragogi (fiz um post a parte) e de lá, segui para Japaratinga e Porto das Pedras

141-2o-dia-litoral-norte-japaratinga

Continuei para Barra do Santo Antônio –  distante 44 km de Maceió. Possui belas praias como:

Praia de Carro Quebrado: Com seus vistosos arrecifes de franja e falésias multicoloridas.

lha da Crôa: Onde se chega pela balsa pela foz do Rio Santo Antônio ou pela ponte que liga a Barra, onde optei por ir.

157-2o-dia-litoral-norte-ilha-da-croa

Terminei o dia em São Miguel dos Milagres – a maior atração do município são as piscinas naturais que são formadas na maré baixa que podem ser vistas através dos passeios de jangada pela Praia de Paripueira. Não fiz esse passeio pois não consegui chegar cedo.

176-2o-dia-litoral-norte-sao-miguel-dos-milagres

SEGUNDO DIA

Ainda pelo litoral norte, conhecia as praias: Tabuba, Sonho Verde, Ipioca, Sereia Pratagy, Paripueira, Garça Torta,  Guaxuma, Jacarecica e Cruz das Almas.

209-3o-dia-litoral-norte-praia-de-sereia-de-pratagy

Praia de Riacho Doce nasceu de um arraial de pescadores. Lá tem a igreja Nossa Senhora da Conceição. Em 1930 o escritor José Lins do Rego escreveu o livro Riacho Doce, um dos maiores Best Sellers do país que levou a TV Globo a produzir 1 seriado que passou em 1990.

223-3o-dia-litoral-norte-praia-de-riacho-doce

ORLA DE MACEIÓ
A Orla de Maceió e composta de algumas praias que valem a pena a visita:

Praia de Jatiúca –  atrai inúmeros banhistas que buscam tranquilidade de suas águas. As boas ondas reúne surfistas. Também é sede de vários campeonatos durante o ano.

251-3o-dia-orla-de-maceio-praia-de-jatiuca

Praia de Ponta Verde – Praia de mar calmo, água transparente e muitos coqueiros. Lá existiu o Gogó da Ema que era um coqueiro que nasceu torto a beira mar e tinha o formato do pescoço de uma ema. Foi derrubado pelo avanço do mar, hoje no lugar existe o Alagoas Iate Clube que também foi abandonado.

255-3o-dia-orla-de-maceio-praia-de-ponta-verde-gogo-da-ema

849-7o-dia-praia-de-ponta-verde

Praia de Pajuçara – muito visitada pelos turistas onde ficava nosso hotel. Possui muitas galerias de artesanato. As piscinas naturais ficam apenas algum quilômetros da costa. O trajeto leva cerca de 20 minutos de jangada na maré baixa. No dia que fui a maré não estava baixa e não deu para ver nada. Resumindo não paguei o passeio. 

287-3o-dia-passeio-de-jangada-praia-de-pajucara

Entre Pajuçara e Ponta Verde pude encontrar várias casas noturnas, dentre elas: Lampião, Lopana, Kanoa e Pirata. Optei por conhecer, a noite, a Casa Noturna Lampião que é mais conhecida na região. Lá pude ver a apresentação da “Nega Maluca”, shows e  aulas de forró. Lógico que não dancei porque não gosto muito. kkkkk

72-1o-dia-show-da-nega-maluca

TERCEIRO DIA

Nesse dia optei por conhecer um pouco do Centro de Maceió, passando por alguns lugares como:

Museu da Imagem e do Som – em seu acervo encontra-se parte da memória de Maceió registrada em fotografias e fitas de vídeo. Nesse museu também pode-se encontrar dados sobre os principais acontecimentos políticos, sociais e artísticos de Alagoas. Construído em 1869.

x museu da imagem e do som

Prefeitura de Maceió, Prédio da Receita Federal e Associação Comercial – em estilo neoclássico, com fachada greco-romana. Um prédio muito bonito e luxuoso do bairro. Inaugurado em 1928.

xa associação comercial, prefeitura e receita federal

As igrejas da região: Igreja Nossa Senhora Mãe do Povo – primeira igreja construída no bairro Jaraguá. Catedral Metropolitana: Nossa Senhora dos Prazeres – construída em 1821. Igreja Nossa Senhora dos Rosários dos Pretos – construída em 1836. Igreja Nossa Senhora do Livramento – Inaugurada em 1883. Igreja Nosso Senhor dos Martírios – arquitetura estilo barroco. Construída em 1880.

xc Igreja Nosso Senhor dos Martirios

Palácio Floriano Peixoto (também conhecido pelo Palácio dos Martírios) e o Museu Théo Brandão.

xd palácio floriano peixoto e museo theo brandao

Terminei o dia assistindo uma Peça de Teatro: “Em algum Lugar do Cangaço“, que foi escrita por Juscelino Gomes (a Nega Maluca do Lampião) e Flávio Gomes (um guia turístico). A peça conta a história do Lampião e Maria Bonita. O projeto já está ha bastante tempo em cartaz e anima as noites em Maceió. (Terças-feiras e Quintas-feiras as 19h00 no Teatro do SESI Pajuçara).

z peça em algum lugar do cangaço

QUARTO DIA

Comecei o dia pelo litoral sul rumo a Piaçabuçu, distante 140 km de Maceió, onde contratei uma empresa para fazer o passeio pela Foz do Rio São Francisco (fiz um post a parte).

De lá vim passei no Pontal da Peba e Coruripe (que fica 90 km distante de Maceió). O nome da cidade vem de origem indígena “No Rio do Sapo”.

Passei também por algumas praias: Lagoa do Pau, Miaí de Cima, Miaí de Baixo e Pontal do Coruripe (onde fica localizado o farol).

459-4o-dia-pontal-do-coruripe

QUINTO DIA

No dia seguinte comecei meu passeio pelas Dunas do Marapé – 60 km de Maceió. Considerada por várias revistas uma das 10 praias mais bonitas do Brasil. Lugar exótico e belo, onde o Rio Jequiá é cercado por Mangues.

482-5o-dia-dunas-do-marape

Passei pela Lagoa Azeda, chegando ao Mirante do Gunga que fica localizado em uma curva sinuosa entre o Oceano Atlântico e a Lagoa do Roteiro (Rio São Miguel).

574-5o-dia-van-na-lagoa-do-roteiro

Lá comprei um feijão verde que é típico da região.

580-5o-dia-feijao-verde-lembranca-de-al

Do Mirante do Guga pode-se avistar a Praia do Guga que é cercada por um grande coqueiral.

494-5o-dia-mirante-do-gunga

503-5o-dia-van-no-mirante-do-gunga

A Praia do Gunga realmente é linda. Pode se passear de buggy e visitar as falésias ou de lancha até a praia do Niquim. Durante a maré baixa o mar fica mais azul e quando a maré se encontra com a lagoa as águas ficam esverdeadas.

518-5o-dia-praia-do-gunga

513-5o-dia-van-na-praia-do-gunga

Terminei o dia na Praia do Francês – localizada no município de Marechal Deodoro. Dizem que a praia tem esse nome porque na época do Brasil Colonial o local foi frequentado por contrabandistas franceses. O canto esquerdo da praia é mais badalado com piscina naturais e ondas calmas. O lado oposto é mais selvagem, com ondas fortes.

596-5o-dia-praia-do-frances

602-5o-dia-praia-do-frances-lado-esquerdo

636-5o-dia-lu-na-praia-do-frances

Antes do dia terminar passei no Memorial da República –  que conta um pouco da história da nossa República. Está no centro da cidade, um lugar com uma paisagem belíssima. Vale a pena a visita.

o Memorial da República

SEXTO DIA

Realizei o passeio pelo Canyon do São Francisco (fiz um post a parte) e sem dúvida é um passeio que indico para quem está na região.

A noite optei por fazer algumas comprinhas no PAVILHÃO DO ARTESANATO


SÉTIMO DIA

Como fiquei com o dia livre, optei por aproveitar a Praia do Niquim onde o mar é cortado por um paredão de recifes.

832-7o-dia-van-e-lu-na-praia-do-niquim-barra-de-sao-miguel

837-7o-dia-praia-do-niquim-barra-de-sao-miguel

A tarde fui para o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, para pegar o voo direto para São Paulo. Rodovia BR 104, km 91, Tabuleiro do Pinto, Maceió – Alagoas.

937-8o-dia-aeroporto-zumbi-dos-palmares

942-8o-dia-aeroporto-zumbi-dos-palmares

ONDE COMER:

Restaurante Famiglia Giuliano/Foca Bier
Av. Álvaro Otacílio, 3115 – Ponta Verde, Maceió – Alagoas

274 3º dia - Orla de Maceió - Praia de Ponta Verde - Pizzaria Foca Bier

Armazém Guimarães
Av. Dr. Antônio G. de Barros, 188 – Jatiúca, Maceió – Alagoas.

676 5º dia - Armazém Guimarães Pizzaria

Parmegianno
Av. Dr. Antonio Gouvêia, 1259 – Pajuçara, Maceió – Alagoas

817 6º dia - Parmegiano

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Macei%C3%B3

 

6 comentários sobre “O que fazer em Maceió

  1. Gisele Prosdocimi 9 09-03:00 maio 09-03:00 2016 / 22:52

    Nossa, você aproveitou bem em Maceió e redondezas. Conheci além de Maceió, Maragogi e a Praia do Francês que realmente achei linda. Acredita que perdi todas as fotos e não tenho mais como registrar minha viagem. Tenho uma ótima desculpa para voltar, rsrs

    • Vanessa Orfao 10 10-03:00 maio 10-03:00 2016 / 11:07

      Verdade Gi! Eu aproveitei bastante para fazer um tour na região. Ah… se você perdeu as fotos é uma ótima desculpa mesmo. Bora voltar para Maceió e regiões? kkkkk

  2. Mit Viagem 6 06-03:00 novembro 06-03:00 2019 / 18:57

    Oi Vanessa! Como ce está? Eu adorei o post por causa que tem muitas fotos. Se uma imagem vale mais que mil palavras, seu post está mais que completo! Eu só tenho uma dúvida, que época você foi la para Maragogi, Japaratinga? Quando é a melhor época para ir a Maceió?

    • Vanessa Orfao 6 06-03:00 novembro 06-03:00 2019 / 19:45

      Olá, fico feliz que gostou. Tento passar um pouco do que vivi em minhas viagens.
      Então, eu fui em maio (época das chuvas), porém não peguei chuva por lá. O tempo estava mais ameno, o que foi gostoso para aproveitar os lugares.
      Você pensa em ir quando?

      • Mit Viagem 7 07-03:00 novembro 07-03:00 2019 / 17:14

        Bom, eu estava pensando ir a fines de Marco para Maceió, é uma boa epoca?

      • Vanessa Orfao 8 08-03:00 novembro 08-03:00 2019 / 09:40

        Sim, é uma época boa. É um período mais seco do ano e com águas mais claras. As temperaturas variam de 24º a 32º nessa época. O que é importante você pesquisar antes de ir é a tábua das marés. As piscinas naturais se formam durante as marés baixas, o que acontece durante duas semanas por mês. Nas semanas de lua cheia e lua nova as marés ficam mais rasas e mais cheias e são as melhores épocas. Eu não consegui ver isso antes de ir, por isso peguei em alguns lugares ruins para passeios. Recomendo dar uma olhada antes.

Deixe uma resposta