Tour pela Signal Iduna Park, a casa do time alemão, Borussia Dortmund.

O Signal Iduna Park, antigamente chamado de Westfalenstadion, foi construído para a copa do mundo de 1974. O estádio também recebeu partidas da copa do mundo de 2006.

É considerado maior estádio da Alemanha com capacidade máxima de 81.365 espectadores, e o sétimo maior estádio da Europa. O estádio foi modificado e expandido várias vezes a partir da década de 1990. Apelidado de “o estádio mais bonito do país” pela imprensa e profissionais, tem sido um dos mais confortáveis ​​estádios da Europa.

COMO CHEGAR

O estádio está localizado ao sul de Dortmund, perto do centro de conferencias Westfalenhallen e pode ser acessado por trem que parte da estação Dortmund Hbf em direção à estação Dortmund Signal Iduna Park. Endereço: Strobelallee 50, 44139 Dortmund,

TOUR PELO ESTÁDIO

Os tours são realizados todos os dias, com exceção dos dias de jogos em casa do BVB e em eventos especiais. São realizados duas a três vezes por dia, geralmente às 12h, 14h e 16h.

Os tours são de 90 e 120 minutos, em inglês ou alemão.

O passeio custa 12 euros, e inclui a entrada para o museu. Pode ser comprado pessoalmente ou online, clicando aqui.

Eu comprei o ingresso no Borusseum (Museu Borussia), localizado em um edifício ligado ao estádio. E de lá iniciei o meu tour.

O museu do clube foi inaugurado em dezembro de 2008. Lá é possível acompanhar um vídeo sobre a história da fundação do clube, do estádio e das conquistas da equipe, além dos troféus conquistados pelo time. Achei super linda a maquete do estádio.

O clube BVB (Borussia Dortmund) foi fundado em 19 de dezembro de 1909 por um grupo de jovens de uma equipe patrocinada por uma paróquia católica. O nome do clube, Borussia (na Prússia Latina), é devido ao nome de uma cerveja produzida em Dortmund por uma fábrica local. A equipe começou a jogar com camisa listrada vertical azul e branca (sim, com as cores do rival Schalke 04), com uma faixa diagonal vermelha e calça preta. Em 1913 eles adotaram as cores amarela e preta que são mantidas hoje.

É um dos clubes mais bem sucedidos da Alemanha. Possui diversos títulos, dentre eles 8 Bundesligas, 4 DFB Pokal (Copa da Alemanha), 7 Supercopas da Alemanha, 1 Liga dos Campeões da UEFA e  1 Taça Intercontinental. que foi ganhada em cima do Cruzeiro, em 1997.

O tour começou pela parte da arquibancada, onde foi possível tirar algumas fotos. A guia comentou que além do tempo frio do inverno, as arquibancadas altas bloqueiam a luz solar natural, podendo deixar o campo seco e irregular. Foram, então, trazidas grades portáteis de lâmpadas que simulam a luz do sol.

De lá fomos para a “zona mista”, uma área do estádio reservado para os membros da imprensa. É lá que eles entrevistam os jogadores após o término da partida.

Fomos direcionados ao acesso que leva aos vestiários do estádio. Uma coisa interessante é que cada equipe sobe por uma escada em direção ao seu vestiário. A da equipe do BVB possui apenas 12 degraus, enquanto a dos adversários são 13 degraus (o número do azar).

É no vestiários que os jogadores se reúnem e se vestem antes de cada partida. É uma sala grande, com um banco de cada lado e uma mesa no meio. Há dois ganchos para camisas e um pequeno retrato dos jogadores, entre os ganchos.

Ao lado também há um escritório com uma tela onde o técnico pode mostrar filmes e discutir as táticas de jogo e outra sala com uma mesa de massagem. Posteriormente os chuveiros e uma banheira.

A guia nos contou que Cristiano Ronaldo criou uma polêmica ao dizer que aquele vestiário não era digno para receber um jogador como ele. Não sei se isso é verdade, mas eu também achei o vestiário bem simples.

Saindo do vestiário, em direção ao campo, há o túnel do jogador. A guia nos contou que ele é o túnel mais estreito da Bundesliga. Comentou que isso foi proposital, para criar uma sensação de união da equipe, bem como intimidação do adversário.

Entrando no campo podemos ter uma visão melhor. O estádio tem uma fachada de vidro, aquecimento sob o solo (permitindo partidas no inverno) e um gramado lindo. Na arquibancada podemos ver o letreiro de Borussia.

De um dos lados do campo está o Südtribune (south bank), o maior terraço para espectadores em pé do futebol europeu, abrigando cerca de 25.000 pessoas. A “Muralha Amarela” é uma visão fascinante no estande sul do estádio. Pude ver alguns lugares quebrados por lá.

Também tive o prazer de sentar no banco dos jogadores do BVB, uma cadeira muito confortável que lembra um assento de carro esportivo. A guia contou que somente o banco da casa ostenta o logotipo da BVB e é aquecido.

No final do tour, fui levada para uma saída que chega na Fanshop, a loja de fãs do clube. Essa loja fica ao lado de fora do estádio e dá para ver logo que se chega ao estádio. Para quem gosta de futebol e do clube, essa loja é um paraíso para compras. Lógico que eu comprei uma linda camisa do time.

Recomendo definitivamente o tour pelo estádio. A guia conseguiu demonstrar toda sua paixão e amor ao clube. Também relatou o tamanho do amor que o jogador Marco Reus tem pelo time e eu fiquei impressionada. Minha guia falava somente alemão, mas tinha um visitante que traduziu todo o passeio (ufaa). Vale a pena a visita.

Fonte:
https://en.wikipedia.org/wiki/Westfalenstadion
https://es.wikipedia.org/wiki/Borussia_Dortmund

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.