Southern Iceland Tour – Um passeio pela bela Costa Sul na Islândia.

A Costa Sul da Islândia é uma das áreas mais famosas e lindas. Não tão longe de Reykjavik, a Costa sul é um caminho que sem dúvida tem que ser colocado no destino de quem visita a Islândia.

Eu reservei o passeio também com a empresa Bus Travel Iceland que é super conceituada e uma das mais antigas empresas de turismo da Islândia.

O tour começa com o serviço de transporte que pega os passageiros em hotéis ou paradas específicas. No meu caso como estava hospedada ainda no Travel Inn Ghuesthouse, o local de encontro foi na parada BSI Terminal, que é o principal terminal rodoviário da Islândia. O passeio foi realizado com um ônibus grande partindo de Reykjavik com jornada ao longo da costa sul da Islândia.

CACHOEIRA SKÓGAFOSS

A primeira parada foi na Cachoeira Skógafoss. Essa cachoeira tem 25 metros de largura, uma queda de 60 metros  de altura e é muito bonita.

Está localizada no rio Skóga, nas falésias de um antigo litoral, visível a partir da rota 1. O litoral recuou em direção ao mar e está agora 5 km da vila Skogar, mas os antigos penhascos permanecem. A cachoeira vem diretamente de dois glacieres: Eyjafjallajokull e Myrdalsjokull.

A paisagem é deslumbrante e sua queda d’água cria uma névoa suave ao redor da cachoeira, devido à quantidade de pulverização. A cachoeira foi usada nos filmes: “Thor: the dark world” e “The secret life of water mitty”

Há uma escadaria ao lado da cachoeira que permite subir até o topo e ter uma linda paisagem lá de cima. A escada tem aproximadamente 400 degraus e eu subi. Confesso que quase morri subindo tudo, mas a vista de lá foi realmente encantadora. Vale a pena!!

Skógafoss fica perto da pequena aldeia de Skógar, a sul do vulcão Eyjafjallajökull. Lá está o Museu Folclórico de Skógasafn, um museu a céu aberto com antigas casas de madeira onde se pode experimentar como os islandeses viveram através dos séculos, além de vários artefatos desta área. O museu foi fundado em 1949 e está situado a 150 km de Reyjavik. Horário de funcionamento: junho a agosto das 09h00 as 18h00 e de setembro a maio das 10h00 as 17h00. Endereço: Safnavegur 1, 861 Skógar, Islândia. Preço: 2000 ISK. – Não visitamos esse museu.

O guia nos contou uma lenda, onde um baú cheio de ouro que pertenceu a um dos primeiros colonos vikings da região (Þrasi Þórólfsson) foi enterrado em uma caverna atrás da cachoeira Skógafoss. Muitas tentativas foram feitas para recuperar o baú, mas até hoje ninguém conseguiu.

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Skogasafn_01.jpg


VÍK Í MÝRDAL

De lá, partirmos para aldeia mais austral da Islândia, a Aldeia Vik. Localizada há 186 km de Reykjavik, é uma linda vila de pescadores, com apenas 300 habitantes. Apesar de seu pequeno tamanho é o maior assentamento, com 70 km, portanto um importante centro de serviços para habitantes e visitantes da área, com postos de gasolina, lojas, café e até uma fábrica de lã. Lá está o ICEWEAR MAGASÍN onde eu comi um delicioso sanduíche e fiz algumas comprinhas na loja antes de seguirmos viagem.

A cidade fica próximo ao vulcão Katla. Acredita-se que uma erupção do vulcão possa derreter bastante gelo para inundar toda a cidade e se isso acontecer, eles terão de evacuar a área, dirigindo-se para uma igreja próxima, cuja elevação é considerada alta para manter todos a seco.

https://www.icewear.is/us/find-a-shop

REYNISFJARA BEACH

A próxima parada foi na Praia de Reynisfjara. Há 180 km da capital é uma incrível praia vulcânica com areia preta e colunas de basalto vulcânico. Em 1991, a National Geographic votou em Reynisfjara como uma das 10 melhores praias não tropicais a serem visitadas no planeta. A tonalidade da areia vem da lava do vulcão Katla que fica perto, cuja última erupção foi em 1918.

Reynisdrangar são as pilhas de basalto situadas sob a montanha Reynisfall. Quando a lava quente do vulcão encontrou com ás águas frias do oceano, formou-se pequenos fragmentos de basalto e deu origem a esta paisagem magnifica. Na praia há duas cavernas  costeiras, de basalto, que são maravilhosas.

Lá estão os Reynisdrangar cliffs, que são gigantescas pilhas de pedras de basalto que se projetam do oceano a 66 metros no ar. Eles estão presentes na  7ª Temporada do Game of Thrones, em algumas cenas filmadas “North of the Wall”.

O guia nos contou de uma lenda, onde um casal de trolls viu um navio para o mar à noite e saiu para alcançá-lo. Eles conseguiram, e começaram a arrastá-lo para a praia. Antes que estivessem perto de chegar à sombra, a aurora rompeu. Os trolls e o navio foram instantaneamente congelados em pedra, e eles permaneceram imortalizados desde então, como um aviso para seus parentes. Este não é o único conto popular nesta área. De acordo com outra lenda local, dois outros trolls assassinaram uma mulher, cujo marido os caçou, enganou-os a sair à noite, e garantiu que eles também fossem transformados em pedra. Seus restos mortais podem ser encontrados no interior.

Importante é tomar muito cuidado com as chamadas ondas de tênis, que podem aparecer quando se menos espera.  Os visitantes são aconselhados a nunca virar de costas para as ondas e manter uma distancia segura de pelo menos 30 metros. Um número de acidentes fatais ocorreu nesta praia, o último em janeiro de 2017.

Eu mesma, estava dentro de uma das cavernas, quando uma onda grande veio de repente, nessa primeira onda a moça que está de azul na foto caiu no mar, mas foi bem rápida ao levantar. Tentei correr junto com o pessoal que estava lá e veio uma segunda onda, não deu tempo de escapar. Subi correndo em uma das pedras de basalto, mas ainda molhou os meus pés. Minha bolsa estava aberta e infelizmente nesse momento, perdi uma carteira com meus 4 cartões de crédito 😦

  • Esse vídeo é uma montagem de um vídeo que fiz, com dois da internet.

Portanto, antes de visitar a Islândia, por favor leia as instruções de segurança em safetravel.is. E lembre-se que, embora a praia seja linda, é uma das praias mais perigosas do mundo.

GLACIAR SÓLHEIMAJÖKULL

Continuando o passeio a próxima parada foi na Geleira Sólheimajökull, localizada a apenas 158 km de distancia de Reykjavik, está é uma “língua” da geleira Mýrdalsjökull que é a calota de gelo do vulcão Katla.

Este destino é um local popular para a subida das geleiras devido à sua natureza mais acessível em comparação com outros glaciares. Caminhadas são adequadas para todas as idades.

Tem cerca de 8 km de comprimento e 2 km de largura. Infelizmente, como todas as geleiras na Islândia, ela está se encolhendo rapidamente, uma consequência irreversível da mudança climática.

Há um rio da água derretida, que é chamada de Jökulsá á Sólheimasandi. Este rio atravessa uma planície glacial – também conhecida como deserto de areia negra – de Sólheimasandur  até o oceano próximo.

É lá que está o destroço do avião DC-3, que é um esqueleto em deterioração, com nada além de areia preta ao seu redor. Esse avião pertenceu a marinha dos EUA, que estava voando através da área em 1973 (Os EUS tinham uma base da Otan em Keflavik), que segundo a história ficou sem combustível e teve de fazer um pouso de emergência. Ninguém ficou ferido ou morreu apesar do avião ficar bem danificado. – Não fomos para lá.

https://commons.wikimedia.org/wiki/File:S%C3%B3lheimasandur_Plane_Wreck,_South_Iceland_(37868592326)_(3).jpg


CACHOEIRA SELJALANDSFOSS

Nossa última parada foi na Cachoeira Seljalandsfoss, outra cachoeira impressionante com 60 metros de altura. Faz parte do rio Seljadandsá e é alimentada pelo derretimento da água do famoso vulcão Eyjafjallajokull.

Essa cachoeira tem um caminho a pé que corre atrás da cortina de água e é a única cachoeira no mundo que é possível caminhar por de trás dela. Importante tomar muito cuidado ao caminhar por lá, pois é bem escorregadio. Eu adorei a experiência.

A duração do passeio é de 10 horas. Ônibus extremamente confortável, com wi-fi gratuito. Comida não está incluída, é preciso comprar nos pontos de parada ou levar na mochila.

Para esse passeio indico roupas quentes, à prova d’água e de vento e uma bota resistente a água.

O dia estava frio e chuvoso, mas não estava ventando como no dia anterior. Adorei. Eu perdi meus 4 cartões de crédito no passeio e o motorista Gunnnar Örn Kárason e guia Glúmur Baldvinsson foram extremamente gentis, esperaram para ver se eu achava a carteira e como não achei me indicou a delegacia próxima para feitura do boletim de ocorrência. Amei o passeio, paisagens lindas. Recomendo a empresa e o passeio!

Fonte:
https://en.wikipedia.org/wiki/Skógafoss
https://en.wikipedia.org/wiki/Vík_í_Mýrdal
https://en.wikipedia.org/wiki/Seljalandsfoss
https://bustravel.is/tours/classic-tours/southern-iceland-tour

Anúncios

3 comentários sobre “Southern Iceland Tour – Um passeio pela bela Costa Sul na Islândia.

Deixe uma resposta para Nuno França - Photography Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.