Passeio relaxante na Blue Lagoon – O SPA geotérmico da Islândia.

Blue Lagoon ou Bláa Lónið, em islandês, é um SPA geotérmico no sudoeste da Islândia. A lagoa é artificial e foi criada acidentalmente pela Usina Svartsengi, localizada nas proximidades, em 1976. Desde então se tornou um uma das atrações mais famosas, visitadas e imperdíveis do país. A National Geographic já a classificou como uma das 25 maiores maravilhas do mundo.

A lagoa é alimentada pela produção de água da usina e renovada a cada dois dias. Segundo as estatísticas, as bactérias não prosperam neste ecossistema, portanto o cloro não é necessário. Nos últimos 10 anos, a Blue Lagoon recebeu a “Bandeira Azul”, um prêmio ambiental.



Endereço
:
Norðurljósavegur 9, 240 Grindavík, Iceland.
www.bluelagoon.com

Como chegar:
Localizado no coração do Geoparque Reykjanes da Unesco, a 45 minutos da cidade de Reykjavik e 20 minutos do Aeroporto Internacional de Keflavík pode-se reservar um transfer ida e volta ou ir de carro. Quem optar pelo último, o estacionamento é gratuito. Eu reservei o transfer ida e volta pelo próprio site da Blue Lagoon.

Como no dia 02 de novembro eu estava no hotel Travel Inn, o local de parada foi o BSÍ Bus Terminal. Eles mandaram o voucher, eu imprimi, mas em nenhum momento pediram para verificar, já tinham meu nome com o motorista. O ônibus que veio foi da empresa SMART-BUS e chegou entre as 08h30 e 09h00. O valor do tour ida e volta foi de ISK 5.500 que eu paguei com antecedência no cartão de crédito. 

Quem optar por visitar a lagoa após chegar de um voo ou vai antes de viajar, pode ficar tranquilo, pois há um lugar para deixar as malas enquanto relaxa na lagoa.

Horários:
01 de janeiro a 24 de maio – das 08h00 as 22h00
25 de maio a 28 de junho – das 07h00 as 23h40
29 de junho a 19 de agosto – das 07h00 as 00h00
20 de agosto a 30 de novembro – das 08h00 as 22h00
01 de dezembro a 31 de dezembro – das 08h00 as 21h00

Eu escolhi o horário das 10h00, para não ter muita gente, até porque estava clareando as 09h00 na época de novembro.

Eles limitam o número de hóspedes, sendo obrigatória a pré-reserva. Vale lembrar que elas se esgotam com semanas de antecedência.

A lagoa é acessível aos usuários de cadeira de rodas, com uma rampa que se estende até a água e uma cadeira de banho. Há também um vestiário privado disponível.

No Local:
Logo após a descida do ônibus, precisei percorrer um caminho esculpido pela lava, que vai até até a entrada.

Entrando no edifício principal onde está a recepção, já notei a existência de três tipos de filas, que são separadas para cada tipo de pacote comprado.

Existem alguns tipos de pacote como:

Comfort: dá direito a entrada da lagoa, máscara de lama sílica, uma toalha e 1ª bebida à nossa escolha. Valor: ISK 6.990
Premium: dá direito a entrada da lagoa, máscara de lama sílica, uma toalha,  1ª bebida à nossa escolha, 2ª máscara, chinelos, roupão, reserva de mesa no restaurante Lava e vinho espumante (no jantar). Valor: ISK 9.990

Eu comprei o ingresso do Comfort pelo site e para minha surpresa quase todas as outras pessoas também, ou seja, tive que enfrentar uma fila imensa para entrar.

Mostrei meu ingresso no balcão e ele foi escaneado na entrada. Levei impresso, mas pode mostrar na tela do celular. Após a confirmação, recebi uma pulseira que permitia o acesso à lagoa. Ideal tomar muito cuidado, a minha toda hora estava soltando. Se alguém perde a mesma, é preciso desembolsar uma taxa de ISK 5.500 no momento da partida.

Assim que passei a catraca de entrada fui direcionada ao vestiário, onde encontrei os armários que são gratuitos e extremamente fáceis de usar. Têm diversos tamanhos e são abertos pelo chip que vem dentro da pulseira da entrada. Há vestiários para homens e outros para mulheres.

Os vestiários são espaçosos, modernos e já possuem banheiros privativos. Mas, para entrar na lagoa é preciso tomar banho nu.

Proteger o cabelo antes de entrar na lagoa é essencial. Os altos teores de enxofre, de sílica e dos minerais encontrados na água podem danificar o cabelo, fazendo com que ele fique rígido. Embora não seja prejudicial e não cause nenhum dano permanente, é recomendável e aconselhável que amarre em um rabo de cavalo ou coque e que se passe bastante condicionador, uma cortesia fornecida na área dos chuveiros do vestiário.

É possível deixar a toalha em um cabide do lado do vestiário ou do lado da entrada da lagoa ao ar livre. Eu deixei do lado de dentro, mas fiquei confusa quanto à alguém pegar, porque ficam todas juntas. Na volta, estava no mesmo lugar, do jeitinho que deixei.

Há duas maneiras de entrar na lagoa. Uma delas é dentro da casa, atravessar uma porta e continuar pelo lado de fora e a outra é ir direto já do lado de fora a curta distância do prédio até a água. Eu optei por ir por dentro, para já ir me adaptando a temperatura da água, que varia entre 37ºC a 40ºC. Porém, percebi que a água muda de temperatura em diferentes áreas da piscina.

A lagoa possui mais de 9 milhões de litros de água espalhados em 5 mil metros quadrados de área. A profundidade média é de 1,20 metros e nas áreas, mas fundas chegam a 1,80. Por questões de segurança as crianças de 8 anos ou menos devem usar boias flutuantes que são fornecidas gratuitamente. Crianças de 2 a 13 anos devem ser acompanhadas por adultos responsáveis que devem supervisionar no máximo 2 crianças. A lagoa não é recomendada para crianças com menos de 2 anos.

A lagoa é projetada para banhos relaxantes, portanto pode-se nadar suavemente ao redor da lagoa. Até por conta da água quente e turva não e recomendável exercícios vigorosos. Mergulho não é permitido em nenhuma área.

Sua cor azul leitosa é resultado de uma mistura de algas, sílica e minerais. A água é de cor branca, mas o sol faz com que pareça azul. A concentração desses é eficiente para o tratamento de pele, principalmente para quem sofre de Psoríase.

Graças ao enxofre da lagoa, a água tem um cheiro desagradável de ovo podre, mas a boa notícia é que logo nosso nariz acostuma com isso.

Não é ideal utilizar o celular ou a câmera dentro da lagoa, pois também pode ser danificada. O recomendável é que se use uma a prova d’água ou aqueles sacos ziplock. Eu não levei o celular para a água, portanto, não tenho nenhuma foto minha com a máscara de sílica na cara (rss).

Dependendo do tempo que se fica na água e se o dia estiver bem ensolarado recomenda-se o uso de óculos de sol para proteger os olhos, pois a sílica e os minerais na água tornam a água altamente reflexiva.

Há um pequeno bar na lagoa onde podemos pegar a 1ª bebida que é inclusa no ingresso, bem como aproveitar de outras. Há refrescantes smoothies e slushes disponíveis, vinho tinto, branco e espumante, cervejas, cidra e refrigerantes. Não há necessidade do dinheiro, é possível pegar as bebidas com o chip da mesma pulseira que abre os armários. Paga o que consome somente na saída do SPA. Por razões de segurança, a Blue Lagoon aplica um limite de 3 bebida por pulseira.

Há também o bar de lama, onde pude obter a máscara de lama de sílica para o rosto, que já vem incluído no ingresso.  Máscaras adicionais de algas também podem ser compradas, usando a pulseira eletrônica. Confesso que não comprei.

Além da piscina, pude notar uma pequena cachoeira artificial. Os visitantes tem também, acesso a saunas seca e a vapor, caverna para relaxar no interior e uma área coberta de relaxamento com vista para a lagoa.

Podem-se reservar massagens na água de 30 minutos a 2 horas ou reservar um longe exclusivo que acomoda no máximo 12 pessoas.

Recomenda-se também após o uso, lavar o maiô com bastante água do chuveiro e apertar com as mãos para retirar o excesso de água. A Blue Lagoon oferece pequenos sacos de plástico ao lado do toalheiro para armazenar os maiôs molhados.

Após sair da água e se vestir, há possibilidade de fazer um lanche no bistrô ou almoçar/jantar no restaurante Lava. O restaurante está disponível apenas para os hospedes do hotel, ou para quem compra o pacote premium. As janelas altas têm vista para lagoa, fazendo com que a refeição seja extremamente prazerosa.

Também há uma pequena loja de souvenirs e de produtos para cuidados com a saúde e pele. Ótimos para quem quer levar uma lembrancinha do local. Eu comprei uma máscara de sílica para levar para casa. Quem sabe fico com a pele bem mais bonita, né? Kkkk

Não há limite de tempo na Lagoa, recomenda-se sempre ficar bem hidratado, por conta da água quente. Eu fiquei duas horas na piscina e mais 1 hora aproveitando o local, mas não há uma regra, tem pessoas que ficam de 3 a 4 horas, mas vai depender do que você programar. Tem pessoas que vão logo quando chegam de viagem, ou antes de partir. Eu preferi ir no outro dia, mais tranquila. A taxa de entrada é válida durante o dia inteiro.

Antes de voltar para cidade, ainda passei em uma área externa que dá para ver a lagoa com sua água bem esbranquiçada.

Não é possível entrar nessas águas, mas a paisagem é cheia de rochas de lava e musgo e a água leitosa preenche a maior parte da vista. Há, inclusive, um caminho definido onde podemos passear.

Linda paisagem e vale a pena dar uma conferida.

Sem dúvida, para mim foi, definitivamente, uma experiência incrível e não seria uma viagem completa se não tivesse a visitado.

Fonte:
https://en.wikipedia.org/wiki/Blue_Lagoon_(geothermal_spa)
http://www.ravindersehgal.com/?p=1618
https://mashonward.com/the-blue-lagoon-everything-to-know/

Anúncios

Um comentário sobre “Passeio relaxante na Blue Lagoon – O SPA geotérmico da Islândia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.