Visita ao Shakespeare’s Birthplace and The Shakespeare Centre

Shakespeare Birthplace é conhecido como local de nascimento de Shakespeare. Está situado na Henley St, Stratford-Upon-AvonWarwickshire. em uma casa antiga inglesa, toda de madeira em estilo enxaimel, do século XVI

Pouco se sabe da história da casa e quando ela foi construída. A casa foi comprada por John Shakespeare e foi lá onde ele viveu e trabalhou por 50 anos. Se casou com Mary Aden, tendo oito filhos, incluindo William Shakespeare, que nasceu em 1564.

William Shakespeare viveu toda sua infância e após a morte de seu pai herdou a casa. A propriedade permaneceu junto aos descendentes diretos até 1670, quando a neta, Elizabeth Barnard, morreu.

A casa foi comprada pelo Shakespeare Birthplace Trust em 1847 e hoje, transformada em museu é uma atração muito popular para visitantes. Recebe visitante há mais de 250 anos. A entrada é por um prédio moderno ao lado onde está o The Shakespeare Centre

O horário de funcionamento é de 09h00 as 16h30. Os ingressos para visitar custam £ 17,50. Se você está planejando visitar todas as casas e museus, eu recomendo comprar o ingresso combo com o qual você pode visitar as cinco casas de Shakespeare a uma taxa de £ 22,50. Para comprar o ingresso clique aqui

A primeira parte foi transformada em uma interessante exposição que contém esculturas, artes e peças ligadas a família. Há citações famosas e também menos conhecidas do trabalho de Shakespeare. Nessa exposição está o documento que concede a filha de Shakespeare, Susanna e seu marido, um banco da Igreja da Santíssima Trindade e uma taça de madeira do século XIX.

A entrada da casa se dá pelos jardins. Um espaço agradável, repleto de plantas, árvores e flores.  O jardim é de meados dos século XIV, mas possui muitas plantas referenciadas por Shakespeare. No meio dele, há uma praça com alguns bancos e é lá que os atores executam cenas bonitas todos os dias.

A casa é relativamente simples e está muito bem preservada, os cômodos preservam parte da mobília original, bem como cópias perfeitas do que eram na época. O interior da casa é um labirinto de salas, onde Shakeaspeare, seus pais e seus irmãos viveram, trabalharam, brincaram e dormiram.

Em diversos pontos da casa encontrei funcionários, que foram muito gentis em responder as questões sobre a vida e a época de Shakespeare. Alguns destes funcionários estavam vestidos com vestuários de época.

Entrei  por um pequeno quarto, que foi, em tempos, uma casa independente onde viveu a irmã de Shakespeare, Joan Hart. No quarto há uma réplica perfeita da cama original de dossel do século XVI. Ser o proprietário de uma cama como esta era um sinal de riqueza e não era raro que uma sala de estar do andar térreo fosse simultaneamente um quarto de hospedes.

Também era o lugar onde os negócios eram conduzidos e os convidados se divertiam. As paredes da sala de estar são cobertas com uma tela pintada, muito populares naquela época por serem uma alternativa barata às tapeçarias caras. Este tem o piso de calcário original.

Logo em seguida está o salão  onde a família se reunia para as refeições. A mesa está posta para um jantar típico, com louça de estanho. Na lareira, de grandes dimensões encontram-se utensílios de cozinha e um espeto para assar carne. O mobiliário inclui um escabelo e um banco góticos, ambos do século XVI. Um dos tapetes murais representa a história bíblica do regresso do filho pródigo, copiada de uma tapeçaria original.

Na extremidade mais afastada de uma passagem, que era a entrada original da casa, encontra-se a oficina de luveiro de John Shakespeare. Este fabricava e vendia artigos de couro branco de elevada qualidade, particularmente luvas, produzidas a partir de peles de animais (ovelha, veado, cabrito). Os fardos e cestos de lã lembram-nos que John foi também comerciante e negociante de la local, atividades que levaram a viajar até Londres.

Escadas levam ao primeiro andar, onde há três quartos de dormir da família. Os meninos dormiram no primeiro quarto. Encontra-se um tecido pintado com arrojado desenho preto e branco conhecido por estilo antigo ou grotesco italiano e está escassamente mobiliado.

Acima, e alcançada por uma escada, havia uma área usada para armazenamento e onde os servos dormiam.

O segundo, originalmente usado como quarto das meninas, é hoje uma área de exposições que mostra a história da casa enquanto atração turística.

A exposição inclui uma janela, que originalmente ficava na sala de parto, mas que foi movida para sala da frente quando a casa foi renovada. Lá os visitante do século XIX colocaram os seus nomes.

Logo depois está o terceiro quarto, mais conhecido como a sala de parto. Reza a tradição que Shakespeare nasceu ali, em 1564. Os tecidos e panos dos murais reproduzem os originais do século XVI. Debaixo da cama principal encontra-se uma réplica de uma cama de rodízios, que se podia puxar para ser utilizada por crianças, criados e amigos. O berço e os brinquedos, uma tina de banho e as fraldas de bebês são cópias de originais da época.

O passeio termina na parte de trás da casa, que foi construída depois da morte do pai de William, quando a casa funcionou como pousada. Contém exposição descritiva da posse da família e seus descendentes

Na parte de baixo está a cozinha que data o início do século XVII. No forno aberto encontra-se um cesto de ferro para carvão em brasa, da época. Ao lado, encontram-se diversos tipos de alimentos que eram utilizados pela família, expostos com as originais e replicas de cerâmica usadas, sobretudo, para guardar comida.

Um livro de visitantes é mantido no local, onde quase todos visitantes assinam. Esses registros são  mantidos em 188 livros separados em caixas que ocupam 30 metros de prateleiras.

Após a visita, saindo novamente aos jardins, do outro lado do museu encontra-se os banheiros e uma loja de lembrança que serve como saída da casa.

Achei o ingresso caro, mas gostei da visita por ser um tour temático e histórico! Vale a pena para quem é fã do dramaturgo ou simplesmente para quem está de passagem pela cidade.

Fonte:
https://en.wikipedia.org/wiki/Shakespeare’s_Birthplace
https://wordsforsam1.wordpress.com/2015/09/30/the-question-of-authorship-and-shakespeare-part-1/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.